A síndrome de Cushing ou superprodução de cortisol é um transtorno hormonal causado por níveis elevados de cortisol e de outros corticoides no sangue.

O cortisol é um tipo de corticoide produzido nas glândulas suprarrenais que tem como função regular os níveis de glicose no sangue, ajudar o metabolismo das gorduras e proteínas e alguns efeitos sobre a retenção de sal e água do organismo. A produção de cortisol é controlada pelo hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) produzido na glândula pituitária ou hipófise (localizada na base do cérebro).

Os níveis de cortisol são mais elevados quando você acorda de manhã e vão diminuindo à medida que o dia avança.

Causas da Síndrome de Cushing

A elevação dos níveis de cortisol pode ser devido a causas:

  • Endógenas (devido ao próprio organismo).
  • Dependentes do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) - 75% dos casos.
  • Adenomas hipofisários: se conhece como doença de Cushing diferenciando-se da síndrome de Cushing que pode ter outras causas.
  • Carcinoma de células pequenas do pulmão (síndrome ACTH ectópica).
  • Independentes do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) - 25% dos casos.
  • Tumores suprarrenais.
  • Hiperplasia suprarrenal.
  • Exógenas (por causas externas): muitas vezes devido à administração de medicamentos anti-inflamatórios esteroides ou elevadas doses de megestrol (um tipo de hormônio feminino).
  • Algumas doenças genéticas, como a síndrome de McCune-Albright ou de Li-Fraumeni podem provocar também a síndrome de Cushing.

Sintomas da Síndrome de Cushing:

As pessoas que sofrem com esta doença costumam ter algumas características físicas específicas:

  • Rosto em forma de lua cheia (redondo, vermelho e inchado).
  • Extremidades finas e dedos finos.
  • Tronco obeso.

Entre os sintomas mais frequentes se encontra a fragilidade dos vasos sanguíneos que se rompem facilmente produzindo:

  • Sangramentos nasais (epistaxe).
  • Hemorragias frequentes.
  • Presença de contusões na pele (hematomas), frequentemente no abdômen.

Além disso, podem se apresentar outra série de sintomas relacionados com a síndrome de Cushing:

  • Hipertensão arterial.
  • Pedras nos rins (nefrolitíase).
  • Intolerância à glicose.
  • Osteoporose.
  • Aumento de pelo.
  • Em crianças, geralmente produz retardo de crescimento.
  • As mulheres costumam ter períodos irregulares.

Diagnóstico para Síndrome de Cushing

As pessoas que sofrem de síndrome de Cushing, normalmente apresentam valores anormalmente elevados de cortisol no sangue.

Um teste de diagnóstico frequentemente utilizado para detectar a síndrome de Cushing é o teste de inibição com dexametasona que consiste em administrar este esteroide à noite (em torno de 23 horas). A reação normal pela manhã (8 horas) é a redução dos níveis de cortisol no sangue. As pessoas afetadas pela síndrome de Cushing não apresentam redução em seus níveis de cortisol.

Tratamento para Síndrome de Cushing

Em geral, o tratamento depende em grande parte da causa que origina, embora existam medicamentos para inibir o excesso de cortisol como metirapona e cetoconazol.

Se o aumento do cortisol é produzido pelo consumo de algum medicamento seria conveniente suprimi-lo ou reduzir sua dose se possível.

Se a síndrome de Cushing é causada por um adenoma da glândula pituitária ou um tumor das glândulas suprarrenais é necessária cirurgia para remover.