A água é o doador da vida, e quando se investigam formas de vida presentes ou passadas em outros planetas o primeiro critério, além da proximidade com estrelas que fornecem luz, é a existência ou não de água.

Neste artigo vamos falar das águas termais, seus diferentes tipos e os benefícios que podem ser obtidos com tratamentos baseados em seu uso.

São conhecidas como águas termais aquelas que emergem da terra a uma temperatura superior a 5°C e que têm temperaturas mais altas no subsolo do qual procedem. A água termal, basicamente, constitui uma mistura entre filtrações anteriores que entraram em contato com o espaço magmático do subsolo e que se mineralizaram. Uma vez que a água volta a emergir para a superfície, o faz com uma composição mais rica e uma maior temperatura.

Dentro das águas termais existem várias categorias, dependendo da temperatura à qual emergem: hipertermais (mais de 45°C), mesotermais (30 a 45°C), hipotermais (entre 20 e 30°C) e frias (menos de 20°C).

As propriedades deste tipo de águas são valorizadas desde os tempos romanos. Não em vão o banheiros públicos das cidades do caldarium ou sala quente, eram um dos lugares principais. Mais tarde, foram construídos balneários para que as classes proprietárias no princípio, e agora em um nível mais popular, pudessem se beneficiar de tudo o que fornecem de bom para a nossa saúde.

Benefícios das Águas Termais:

A alta temperatura destas águas faz com que sejam liberadas de bactérias e agentes contaminantes, que encontra um meio de sobrevivência mais hostil e, portanto, não se reproduzem. Além disso, a abundante ionização negativa que contém resulta positiva para o nosso organismo. O conteúdo mineral adicional que recebem as águas termais as tornam benéficas para o tratamento de várias doenças.

Embora a composição exata dependerá da área, pois está intimamente ligada ao tipo de solo, sim, podemos indicar os seguintes benefícios para a saúde de acordo com o elemento predominante:

Águas ricas em cloreto: as propriedades mais importantes estão em sua função antisséptica, para regular o trânsito intestinal, para o tratamento de doenças da derme e para eliminar impurezas geradas nas mesmas (cravos, espinhas...).

Águas ricas em magnésio: têm uma função diurética e que estimula os processos dos aparelhos de excreção e também para a prevenção de doenças cardiovasculares.

Águas com flúor: têm propriedades muito benéficas para as doenças ósseas, tanto para o tratamento como para a prevenção.

No caso de águas ricas em ferro, terão um papel importante em dietas de emagrecimento, ajudam a fortalecer o corpo em casos de convalescença, fornecem minerais em casos de falta e, também, regeneram a derme.

Águas ricas em cálcio: são indicadas para recuperar o nível da densidade e massa óssea.

Águas com sulfatos: contribuem para estimular o ritmo do nosso metabolismo, entre outras coisas.

Águas carbogasosas: são aquelas que conhecemos popularmente como "água com gás" e que são consumidas em bares e restaurantes. Têm propriedades vasodilatadoras.

Águas com cobre: têm propriedades anti-inflamatórias.

Águas com zinco: servem para tratar problemas de excesso de gordura cutânea e de células mortas no cabelo.

Águas sulfurosas: contêm enxofre e estão indicadas para reforçar o sistema imunológico e para tratar doenças respiratórias crônicas, reumáticas, ósseas e da derme. Embora desprendam um odor muito desagradável possuem, provavelmente, o componente mais ativo e valorizado que existe de todos os que acabamos de comentar.

Leia também: "Benefícios da Água Termal Para a Sua Pele".

Tratamentos Com Águas Termais:

Os tratamentos com águas termais são validados pela OMS desde 1986 e têm, portanto, validade médica. Embora possamos ir livremente a qualquer balneário, sempre é preferível que nos deixemos aconselhar por um especialista sobre qual é o tratamento que melhor se adapta ao que precisamos e a duração do mesmo, porque, bem focado, pode ser um tratamento complementar para medicação que estiver sendo tomada.

Dependendo do caso, será realizado o tratamento com um único tipo de água e a uma temperatura constante. No entanto, o mais habitual em locais especializados é que se combinem vários tipos de banhos em diferentes temperaturas para estimular determinadas funções vitais. Por outro lado, complementando o tratamento com água se costuma administrar banhos com lamas e massagens, de acordo com a preferência do cliente. Hoje em dia, se misturam os tratamentos para a saúde com, em alguns casos, serviços mais relacionados com à beleza, sendo difícil, por vezes, traçar a linha de forma nítida.

Na maioria dos casos, as estadias em balneários não superam uma semana quando o indicado para que as águas façam efeito no nosso organismo é um período mínimo de quinze dias e o mais indicado é fazê-lo durante três ou quatro semanas diariamente. Curiosamente, quando o turismo termal começa a se espalhar entre as classes altas durante o século XIX e início do século XX, sim, havia essa consciência da necessidade de passar temporadas mais ou menos longas para curar os males que lhes afligiam e a estadia em um balneário era programada com essa ideia.

Embora cada corpo seja diferente, é importante que tenhamos essa referência de que, embora ajudam, as águas termais têm mais efeito quando utilizadas de forma prolongada no tempo. Agora vamos descrever alguns dos tratamentos mais comuns que são realizados:

O uso de águas termais está indicado para um grande número de doenças, embora haja algumas para as quais sejam especialmente aconselhadas, como as seguintes:

  • Doenças infecciosas. Ajuda a curar feridas e limpá-las.
  • Doenças respiratórias, como bronquite, asma, pneumonia...
  • Doenças cardiovasculares, como pode ser a hipertensão, doença vascular ou aterosclerose.
  • Doenças reumáticas, como artrite ou osteoartrite.
  • Aparentemente ajuda a aliviar os sintomas em pessoas que sofrem de fibromialgia e outras doenças de caráter degenerativo, atrasando seus efeitos.
  • Ajuda a aliviar o estresse e as doenças do tipo nervoso, já que as águas termais têm um efeito sedativo e favorecem a liberação de endorfinas.
  • É aconselhável para combater a lombalgia e doenças da coluna vertebral.
  • Doenças de manifestação cutânea como podem ser eczemas, fungos, acne ou psoríase. Também tem propriedades para retardar o envelhecimento da pele.